A Pesquisa Sobre o Corpo da Nova Mãe, Feita Com 7.000 Mulheres

A Pesquisa Sobre o Corpo da Nova Mãe, Feita Com 7.000 Mulheres
Ellen Cristie
Ellen Cristie6, Dezembro - 2020

Você já parou para pensar como deve ou deveria ser o corpo de uma mulher que deu à luz há quatro meses? Se você estiver acima do peso agora, isso significa que ficará assim para sempre? E as celebridades? Elas também passam por essas transformações, comuns às simples mortais?

Uma pesquisa feita com 7 mil mães com bebês de poucas semanas até 2 anos pelo site BabyCenter foi em busca de alguns desses questionamentos sobre como o corpo da mulher reage após o parto.

Uma das conclusões ao fim da pesquisa é que, para muitas mulheres, os quilos extras obtidos com a gravidez podem ser muito mais difíceis de se eliminar do que se aparece – uma notícia alentadora para a maioria das novas mamães.

Resultado da pesquisa

Ao serem questionadas sobre o retorno do corpo à antiga forma, 61% das 7 mil mulheres entrevistadas – o que corresponde a 4.270 mães – presumiam que perder a gordura adquirida com o crescimento do bebê dentro do ventre seria muito mais fácil do que realmente foi.

Em depoimento, algumas chegaram a relatar que pediram para o marido levar até a maternidade uma antiga muda de roupa, da época em que elas ainda não haviam engravidado.

A maioria delas – com bebês com poucos meses de vida – disse que esperava voltar à forma até o primeiro aniversário do bebê. E quase 60% das mães com filhos de 1 a 2 anos ainda estavam com quilos adicionais.

A realidade também carrega consigo algumas notícias favoráveis: um quinto das mulheres que se submeteram à pesquisa com bebês recém-nascidos (de 3 meses ou menos) disse que havia perdido totalmente o peso do bebê.

A verdade sobre a gordura do bebê

Segundo Madelyn Fernstrom, diretora do Centro Médico e coordenadora do Programa de Controle do Peso da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, estabelecer um tempo de 12 meses para que a perda de peso pós-parto ocorra é uma visão mais realista sobre o corpo da mulher depois de ser mãe.

No entanto, ela reforça que os últimos cinco quilos extras levam mais tempo para desaparecer. O motivo é que a nova função, aliada à fadiga da mulher, tornam mais difícil encontrar tempo para a prática de atividades físicas – aspecto essencial para a perda de peso imediata.

Mudanças no tônus muscular

Outro dado que chama atenção na pesquisa é que 87% das entrevistadas disseram, à época, que o estômago não havia voltado ao normal após o parto. Quase metade delas disse que os seios se modificaram e 37% que estão com os quadris mais largos.

Madelyn Fernstrom explica que é possível recuperar o tônus muscular anterior ou até mesmo desenvolver uma musculatura que você não tinha, mas isso leva tempo. Com exercícios regulares, disciplina e muitos abdominais, ela estima que ao menos um ano após o parto seja necessário para que alguma mudança seja notada.

E a pele?

A especialista acrescenta que o tônus muscular é diferente do tônus da pele. Há mulheres geneticamente vulneráveis a estrias e pele flácida. Com o tempo, elas podem parecer melhores, mas não desaparecer totalmente. A pele, principalmente a da barriga, também perde parte da elasticidade após cada nascimento e com o avançar da idade.