7 Dicas Para Reduzir as Cólicas do Bebê

7 Dicas Para Reduzir as Cólicas do Bebê
Ellen Cristie
Ellen Cristie21, Dezembro - 2020

Um choro doído, daqueles difíceis de simplesmente ignorar. Quem não passou por isso com seu recém-nascido, sem imaginar o que poderia ser? Mesmo sendo avisados pelo médico e por amigos e familiares que já tiveram filhos, nem sempre os pais de primeira viagem se recordam das famosas crises de cólica.

Elas chegam sorrateiramente e se instalam como se fosse uma bactéria. Até o quarto mês de vida, é normal que o bebê apresente dores abdominais frequentes, já que o sistema digestivo do recém-nascido ainda está em fase de amadurecimento.

Não deixe que as cólicas tirem você do sério. Trate-as como um desafio, um aprendizado no meio do caminho. Saiba que as primeiras semanas (por volta de seis semanas) serão as piores, tanto para a mãe quanto para o bebê, mas, depois, o corpinho do bebê vai amadurecendo e logo, logo as cólicas ficarão no passado

Enquanto esse período não passa, listamos algumas dicas para reduzir essas cólicas. Vamos a elas:

1. Massageie a barriga do bebê

Caso você detecte que o bebê realmente esteja com cólicas, comece fazendo movimentos circulares na barriga dele, em sentido horário. A dica é arquear as mãos em formato de concha, uma de cada vez, pela barriga, em toda a região. Pressione suavemente a barriga.

Outra dica é deitar o bebê de barriga para cima em uma superfície reta e dobrar lentamente seus joelhos. As coxas devem pressionar a barriga levemente. Posteriormente, estenda as pernas e recomece o movimento, numa espécie de “pedalada”.

Esse movimento, que faz com que os gases sejam expulsos, pode ser feito várias vezes ao dia, até para reduzir a incidência de cólicas.

2. Dê um banho quente

Água quente, ambiente tranquilo, luz e voz baixa. Um banho de imersão, com a água variando entre 36ºC e 37ºC, e uma musiquinha ao fundo. Além de acalmar o bebê, o banho bem quentinho faz com que o bebê reviva o tempo que passou no útero.

Alguns especialistas acreditam que as cólicas podem estar atreladas ao estresse e, diante de uma atmosfera tranquila, elas podem vir a ceder mais facilmente.

3. Enrole o bebê em um cueiro

Enrolar o bebê em um pano como se ele fosse um “pacotinho” gera uma sensação de aconchego e segurança na maioria dos bebês. O cueiro – como é chamado o tecido de flanela que serve para enrolar o recém-nascido – diminui a irritabilidade e a agitação da criança.

Enquanto o bebê estiver no cueiro, outra medida que pode reduzir as cólicas é colocá-lo de bruços, apoiá-lo sobre uma de suas mãos e sair andando pela casa. Esse contato é essencial para que seu filho se sinta aquecido e confortável.

4. Evite os gases

Além de movimentar os joelhos e fazer massagens na barriga do bebê, é fundamental que o bebê arrote. É que a quantidade de ar que o bebê engole durante as mamadas pode provocar gases e agravar a cólica.

O ideal é fazê-lo expelir o ar que engoliu durante a amamentação. No caso de bebês que não mamam no peito, há algumas mamadeiras especialmente idealizadas para evitar cólicas.