Difícil decisão: ter ou não uma babá?

Dilema envolve questões como custo-benefício e profissionalismo; por outro lado, ela ficará à disposição do bebê para qualquer eventualidade

A babá brinca com o bebê no chão
Ellen Cristie
Ellen Cristie15, Julho - 20215 minutos de leitura

Entre tantos dilemas que existem na vida da família com a chegada de um novo integrante, ter ou não uma babá é também uma tarefa de difícil resolução.

De um lado, a ajuda de alguém que ficará à disposição do bebê para qualquer eventualidade, enquanto os pais se veem às voltas com a rotina profissional e os outros afazeres domésticos.

De outro, uma pessoa dentro de casa que terá que se habituar aos costumes da família e aos cuidados com o bebê. 

Não é uma decisão fácil, por isso listamos abaixo os prós e contras de contratar uma babá para seu bebê. Acompanhe:

Vantagens

- Contratar uma babá, se comparado a um berçário ou a uma creche, é muito mais vantajoso se pensarmos na atenção individual que o bebê tende a receber. Em um berçário, o bebê ficaria ao lado de vários outros com uma atenção compartilhada dos (as) cuidadores (as)

- Outro benefício é que a atenção individual propicia mais momentos de estimulação, além de estreitar os laços afetivos entre a babá e o bebê, aumentando a relação de confiança entre os dois e com a família.

- O bebê também, como está no ambiente de casa, se adapta melhor à rotina de ausência dos pais, quando eles retornam do trabalho, justamente por ser um local que ele está acostumado.

- No caso dos pais, saber que não haverá nenhuma tensão para buscar ou levar o bebê a um berçário ou creche é um alívio, especialmente nos casos em que o bebê apresentar quadros de febre ou passar mal. 

- Por último, ficando em casa, ele ficará doente com menos frequência, principalmente se for recém-nascido, quando o sistema imunológico ainda é frágil. 

- Caso você tenha mais de um filho, manter uma babá ainda fica mais barato que a mensalidade escolar para mais de uma criança. Pensando em custo-benefício, com certeza ter uma babá é mais compensador que pagar mensalidades escolares.

Desvantagens 

- Mesmo que o custo-benefício compense, manter uma babá pesa no bolso. Além do salário, vale lembrar que há impostos, condução, refeições, férias, aviso prévio, FGTS, INSS, enfim, todos os aspectos exigidos pelas leis trabalhistas. Em alguns casos, é preciso analisar até a possibilidade de cortar outras despesas para arcar com os custos de uma funcionária.

- É difícil observar se a funcionária está desempenhando bem suas funções, especialmente no caso de pai e mãe que trabalham fora. O que resta é confiar no trabalho da profissional e no comportamento da criança. 

- Em menor ou maior grau, a escolinha ainda é um lugar de interação. Crianças brincam com crianças da mesma idade e descobrem o mundo juntos. Ao se relacionar somente com adultos, no caso a babá e os pais, a criança pode ter alguma perda comportamental. 

- Caso a babá passe mal, um dos pais (mãe ou pai) terá que improvisar e talvez se ausentar do trabalho - um risco que se corre quando se deposita a confiança em uma única pessoa. Nesse caso, o recomendável é tentar planejar, antecipadamente, um plano B, seja por meio de uma rede de apoio ou recorrendo a vizinhos e familiares mais próximos.  

Cuidados na hora da contratação

Como a babá fará parte da rotina familiar e estará em contato direto com o bebê ou criança, é importante tomar alguns cuidados na hora de selecionar essa profissional.

Entreviste a candidata e faça perguntas específicas, simulando situações do dia a dia sobre os cuidados com o bebê ou criança. Fale um pouco de trabalhos anteriores dela, detalhando-as. 

Uma outra dica é optar por pessoas com alguma experiência na função, além de preferir profissionais com indicação prévia. Caso seja possível, observe a babá trabalhando, o modo como ela se relaciona com seu filho e fique atenta a possíveis sinais de agressividade, se houver. 

Como se vê, contratar ou não uma babá não é uma decisão tão simples assim. Baseie-se em suas necessidades e desejos, tentando sempre projetar a rotina para os meses e anos seguintes. E boa sorte!