Competição Saudável: Veja Como Educar os Filhos Nos Dias de Hoje

Competição Saudável: Veja Como Educar os Filhos Nos Dias de Hoje
Ellen Cristie
Ellen Cristie5, Fevereiro - 2021

Nem um extremo nem outro. O equilíbrio está no centro. Já ouviu isso antes? Criar filhos não é uma tarefa fácil, mas há muitas maneiras de transformar essa relação em algo saudável, em algo para o resto da vida.

Para muitas pessoas, competir não é sinônimo de “coisa boa”, especialmente em se tratando de crianças. Se por um lado há quem acredite que a competição é uma forma de pressão sobre elas, que pode gerar estresse caso não sejam vencedoras; outras acreditam que competir saudavelmente traz uma série de benefícios.

Abaixo, abordamos algumas características da competição. Veja:

Vitórias e derrotas

Perder uma partida, não ser promovido no trabalho ou ir mal em uma prova. A competição está em todos os lugares e momentos de nossas vidas. Especialistas em desenvolvimento infantil acreditam que a disputa é capaz de desenvolver habilidades importantes que elas usarão quando adultas, como empatia, dedicação e trabalho em equipe.

Ser vice não é ser o último

Que mania os pais têm de querer sempre que os filhos sejam os primeiros, os melhores e almejem sempre o primeiro lugar. Nem sempre esse desejo é incorporado de forma positiva pelo filho.

O que geralmente ocorre é que ou ele toma antipatia do esporte, da disciplina ou da atividade em questão, ou ele passa a desenvolver determinados sentimentos negativos, como depressão, baixa auto-estima, agressividade, entre outros. O que é preciso fazer? Que tal ler o próximo item?

Melhores mas nem sempre mais bem-sucedidos

Ser o primeiro não significa, necessariamente, ser o mais brilhante ou o mais bem-sucedido. Com o tempo e com a prática de competir, as crianças desenvolvem habilidades para perceber que os melhores são, na verdade, os que trabalham e não desistem.

Além disso, crianças que aprendem a competir ganham ferramentas sociais ao interagir com seus pares. Aprendem também o valor do trabalho duro e ainda desenvolvem a autoestima.

Trabalho em equipe

Quer coisa mais saudável do que ensinar seu filho a trabalhar em equipe? Competição também pode ser cooperação. Há muitos jogos e dinâmicas que incentivam as crianças a resolver problemas “em time”, o que contribui para o desenvolvimento de habilidades pensando no coletivo, em prol do grupo.