8 dicas para aliviar as dores nas costas na gravidez

Embora as dores não tragam riscos para o bebê, algumas medidas podem suavizar o desconforto e melhorar a qualidade de vida da futura mamãe

Gestante com dor nas costas
Ellen Cristie
Ellen Cristie4, Maio - 20216.9 minutos de leitura

No início, no meio ou no fim da gestação. A dor nas costas pode aparecer nos três períodos da gravidez e se deve a diversos fatores: ao crescimento do útero, que deixa a musculatura do abdômen mais fraca e acaba sobrecarregando a coluna, e às alterações hormonais, próprias dessa fase.

O mais frequente é que esse incômodo afete a gestante no segundo e terceiro trimestres de gestação, causando desconforto tanto para caminhar quanto para dormir. 

Embora as dores não tragam riscos para o bebê, algumas medidas podem suavizar o desconforto e melhorar a qualidade de vida da futura mamãe, que talvez se livre até de medicamentos. Vamos às dicas:

Durma de lado

Para reduzir as dores nas costas, durma de lado e ponha um travesseiro entre as pernas. Se dormir de barriga para cima, o travesseiro deve ficar embaixo dos joelhos para acomodar melhor a coluna.

Alguns modelos de travesseiro ajudam a manter a coluna estabilizada durante o sono, evitando a sobrecarga da região lombar e, consequentemente, as dores nas costas.

Faça alongamentos

Como o próprio nome diz, os alongamentos são ótimos para “esticar” a coluna e aliviar as dores. O ideal é que eles sejam feitos pelo menos duas vezes ao dia - durante a manhã e à noite.

São exercícios simples: deite-se na cama e dobre as pernas, apoiando toda a região lombar e mantendo  os braços ao lado do corpo. Fique nessa posição por alguns minutos até sentir a descompressão das vértebras.

Depois, levante uma das pernas dobrando os joelhos. Segure a perna na parte de trás da coxa. Mantenha a posição por um minuto com cada perna, mantendo a respiração regularmente. 

Mantenha o peso controlado

O excesso de peso contribui e muito para a sobrecarga da coluna. Resultado: dores na região lombar. Se possível, o ideal é que a mulher engravide no peso adequado. 

Caso já esteja grávida, a sugestão é manter uma alimentação saudável para que o peso não suba muito. Assim, você poderá se cuidar melhor e o bebê terá uma melhor qualidade de vida ao nascer.

No caso das mulheres com peso controlado antes da gravidez, o mais indicado é que ela engorde entre 11 a 16 quilos. No caso das mulheres acima do peso, o recomendável é ganhar entre 7 a 11 quilos. Já as mulheres com quadro de obesidade, o ganho de peso deve variar entre 5 e 9 quilos.

Faça massagens

A massagem nas costas e nas pernas é muito eficaz para aliviar as dores na coluna. Similar ao uso da água quente, o  objetivo é relaxar e tirar a tensão dos músculos. 

As mais indicadas são massagens relaxantes para grávidas, com óleos específicos para tornar o momento mais prazeroso e drenagem linfática específica para gestantes, que ajuda na redução da retenção de líquidos e na diminuição do inchaço. Essa massagem ativa as circulações venosa e linfática.

Antes de se submeter a massagens, consulte um médico. Ele vai verificar se você tem ou não indicação para esse tipo de massagem.

Use compressas quentes

Uma bolsa de água quente nas costas ou um banho quente com o jato de água na direção da região dolorida. Compressas quentes fazem com que o músculo relaxe e alivie a dor. 

Adicionar óleos essenciais de eucalipto ou manjericão às compressas também pode ser eficaz. Basta usá-los na região afetada, durante 15 minutos, três a quatro vezes por dia.

Faça fisioterapia

Caso nenhuma das medidas acima estejam surtindo o efeito esperado, procure um fisioterapeuta. Após uma avaliação clínica, ele vai prescrever a melhor técnica para reduzir suas dores nas costas.

Entre os métodos utilizados estão: manipulação vertebral, pompage, kinesio tape etc.

Use medicamentos

Pomadas anti-inflamatórias e remédios para dor, via oral, devem ser prescritos pelo médico. No caso da dipirona e do paracetamol, as doses devem se limitar a 1 grama por dia, não mais que cinco dias.

Pratique exercícios

Primeiramente, a gestante deve avaliar junto ao obstetra seu estado geral. Caso não haja nenhuma contraindicação, é importante elaborar uma rotina de exercícios leves, a exemplo da caminhada, yoga, pilates, hidroginástica ou natação.

A prática de atividades físicas fortalece a musculatura e ajuda na manutenção do peso, evitando, assim, as dores nas costas.

É muito raro que a dor nas costas seja algo perigoso, mas é fundamental que a gestante recorra ao médico e se certifique do diagnóstico. Se for intensa ou irradiar para outras regiões, é importante observar, especialmente se ela vier acompanhada de sintomas como falta de ar e enjoos. 

Se for menos intensa, as dicas acima ajudarão bastante. Boa sorte!